Catanduva

Moradora encontra Jiboia dentro de casa e chama o Corpo de Bombeiros.

Publicada em 12/02/20 às 16:15h - 12973 visualizações

por Acorda Catanduva


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Acorda Catanduva)
Uma moradora entrou em contato com nossa equipe de reportagem para fazer uma pequena reclamação moro no jardim sales hoje na parte da tarde encontrei essa cobra no fundo do meu quintal o terreno do lado da minha casa está com mato alto é o propietario do terreno não tem responsabilidade é todas as vezes que vou falar com ele não tenho resposta acha ruim é a prefeitura não multa tenho criança pequena cachorros assustamos quando eu e o meu marido viu a cobra no nosso quintal. O animal estava enrolado em no fundo do quintal,os militares foram até o local e constaram se tratar de uma cobra da espécie jiboia que foi resgatada e levada para área rural onde foi devolvida a natureza. A moradora fez questão de agradecer o empenho dos Bombeiros que lhe atenderam e auxiliaram no chamado. ‘’Agradeço aos Bombeiros que me atenderem, pois não sabia o que fazer diante disso’’ Relatou a Dona de casa.

As Jiboias (espécie Boa constrictor, Linnaeus 1758) são répteis da Ordem Squamata e estão incluídas na família Boidae, conhecida por ser a família das serpentes constritoras, e existem cerca de onze subespécies descritas na literatura. No Brasil são encontradas apenas duas subespécies de jiboia: a Boa constrictor constrictor e a Boa constrictor amaralis e são encontradas nos biomas: Floresta Amazônica, Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica. O nome popular Jiboia originou-se do Tupi-guarani, yi´mboya, e estas serpentes podem chegar a quatro metros de comprimento, porém é comum crescerem em média até dois metros. Elas possuem o corpo cilíndrico e ligeiramente comprimido nas laterais, evidenciando uma forte musculatura constritora. Ao contrário do imaginário popular, as jiboias não são cobras peçonhentas, ou seja, não possuem presa inoculadora de veneno. Elas não são naturalmente agressivas ao homem, pelo contrário, estas cobras geralmente evitam a presença humana. Quando se sentem ameaçadas ou acuadas é que as jiboias se colocam em posição de defesa e pode expirar o ar dos pulmões com força produzindo um ruído característico, conhecido como “o bafo da jiboia”, que não é tóxico e nem causa manchas na pele do homem. Algumas vezes esta tática de defesa também inclui uma mordida por parte da serpente, porém é importante destacar que as jiboias estão apenas se defendendo e não procuram o homem para atacá-lo. As jiboias desenvolvem suas atividades no período da noite, mas podem ser encontradas ativas durante o dia quando estão procurando abrigo ou alimento. Geralmente estas cobras possuem hábitos arborícolas e terrestres e se deslocam de forma lenta pelo substrato. Algumas jiboias também podem ter hábitos subaquáticos.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (17) 98104-5704

Visitas: 9444956
Usuários Online: 173
Copyright (c) 2020 - Acorda Catanduva