Catanduva

“Estamos Preparadíssimos Para Abrir o Hospital da Dengue se For Preciso”, Diz

Publicada em 13/02/20 às 16:19h - 421 visualizações

por Karla Konda - O Regional


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Divulgação)

“Estamos preparadíssimos para instalar o hospital da dengue se necessário. O projeto esta pronto, esta estruturado, caso tenhamos necessidade abriremos. Até então não se mostrou necessário preferimos muito mais atender o cidadão no seu próprio bairro”, afirmou o prefeito Afonso Macchione Neto em entrevista para O Regional e VOX FM.

O prefeito afirmou ainda que a secretaria de saúde possui recursos financeiros para o atendimento dos casos de dengue. “Nós estamos atendendo a todos os pedidos que vem da secretaria, o que for necessário fazer, não falta recurso para o combate a dengue, agora também não adianta ficar dando tiro sem resolutividade. As coisas estão sendo feitas com critério e com carinho”.

“Eu acho que o Hospital da Dengue pode vir a ser uma necessidade, caso atinjamos um número que nos não temos como atender no Postão e nas unidades de saúde, enquanto for possível, manteremos desta forma, se necessário podemos abrir outro ponto estratégico”, disse.O prefeito justifica ainda a demora nos atendimentos devido ao tempo de espera dos exames. “ A demora existe porque só o exame demora três horas e não é só porque tem fila, mas porque os exames demoram. Não é como se fosse tomar a injeção e vai embora. Aos olhos das pessoas, acaba vendo um volume grande de pessoas e temos um volume grande, mas isso cresce muito mais quando tem acompanhantes”.

Macchione afirmou ainda que a administração não deixou de combater a dengue durante o ano passado. “Esse é um problema um pouco mais amplo, eu acho que pelos números que recebemos quase que diariamente, estamos dando conta de atender as pessoas que já adquiriram a dengue, nosso problema, mais grave é a quantidade vetores, quantidade de mosquito, que está picando e levando a doença para as pessoas. Esse eu acho que é o maior problema. Nos também não sabemos por que a tamanha quantidade de mosquitos e criadouros. 

A prefeitura não parou nesses anos todos, sendo fortalecida, com frente de trabalho, não houve uma ruptura. Está tendo uma sequência de vistorias e limpeza, o Cidade Limpa fizemos em setembro, estamos fazendo de novo, nenhuma cidade fez num espaço tão curto de tempo. Me parece, que o volume de chuva está sendo muito acima do histórico e o calor também. Então eu acho, vou falar aqui sem conhecimento técnico, sou mais um curioso, estamos tendo uma alteração na temperatura global e tem provocado desiquilíbrio e os vetores tem se proliferado muito rapidamente”, disse Macchione.

Sobre o inseticida, o chefe do Executivo afirmou: “ É um trabalho mais amplo, para o Ministério da Saúde, mesmo porque o veneno que se aplicou ate então não se mostra tão eficiente, mesmo que se tivéssemos esse veneno. Porque nós estamos limitados a 40 litros por semana, conseguimos 120 litros, essa semana devemos pegar mais 40, 160 litros para uma cidade com quase 70 mil imóveis não representa absolutamente nada e não temos meio de adquirir. Esse veneno é aquele que já tem certa resistência. Segundo o Ministério, a partir de abril é que teremos novo produto, se Deus quiser em abril, seja bem vindo o novo produto, mas esperamos que a situação já esteja normalizada”.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (17) 98104-5704

Visitas: 9444982
Usuários Online: 27
Copyright (c) 2020 - Acorda Catanduva